Saiba mais sobre o câncer de colo do útero

Câncer de mama: saiba mais sobre ele
10 de outubro de 2019
O que é catarata? Tire suas dúvidas
10 de outubro de 2019
Exibir tudo

O câncer de colo do útero é o terceiro de maior incidência entre mulheres, provocando cerca de 5.500 mortes anuais. Esse é um tumor maligno que ocorre na parte inferior do útero. Esta região é ligada à vagina e sofre dilatação para o nascimento dos bebês ao fim da gravidez.

Também chamado de câncer cervical, o câncer de colo de útero é causado pela infecção por alguns tipos de HPV. Nestes casos, o Papilomavírus Humano é chamado de oncogênico, podendo causar infecções persistentes ou estar relacionado a lesões predecessoras.

Faça o seu agendamento aqui

Quais são os sintomas do câncer de colo do útero?

Os sintomas desta doença podem ser inexistentes em sua fase inicial. Casos mais avançados podem apresentar secreção vaginal anormal e sangramento vaginal intermitente ou após a relação sexual. Pode ocorrer dor abdominal concomitante a alterações e incômodos urinários ou intestinais.

 

Existem fatores de risco?

Sim. Há uma relação entre o início precoce da atividade sexual e o aumento das chances de desenvolver câncer de colo de útero. O mesmo pode ser dito da ocorrência de múltiplos parceiros, do uso prolongado de pílulas anticoncepcionais e de tabagismo. Este tipo de câncer está diretamente relacionado ao número de cigarros fumados pela paciente.

 

Como prevenir o câncer de colo do útero? 

O câncer de colo do útero é facilmente descoberto através do exame preventivo, ou Papanicolau. Sendo assim, ele é a melhor forma de prevenção, diagnóstico precoce e detecção de lesões precursoras. Ele é realizado em consultórios, postos ou unidades de saúde da rede pública capacitados.

O preventivo é um exame simples, rápido e indolor, podendo causar leves e breves desconfortos. É recomendado evitar relações sexuais, duchas e medicamentos e anticoncepcionais vaginais pelo menos 48 horas antes da realização do exame. É preciso remarcar o procedimento caso a paciente esteja menstruada, a fim de evitar alterações no resultado.

A chance de cura para estas alterações celulares são altas quando descobertas em estágio inicial. Isso ressalta a importância da realização periódica desse exame, o que possibilita o diagnóstico precoce.

 

Como é realizado o exame preventivo?

É utilizado um instrumento chamado espéculo para permitir que o profissional de saúde realize uma inspeção visual. Neste momento, há análise tanto do interior da vagina quanto do colo do útero. Há, então, a escamação da superfície interna e externa do colo do útero e colheita das células, que serão analisadas em laboratório.

A paciente deverá retornar ao local de realização do exame na data marcada a fim de conhecer o resultado e receber as devidas recomendações. A partir disso, é essencial seguir as orientações médicas e comparecer às consultas futuras. 

 

Como é o tratamento?

Entre os tratamentos para o câncer do colo do útero estão a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia. No entanto, a indicação do procedimento mais adequado está relacionada às condições físicas da paciente e ao estágio de evolução da doença. Também são considerados o tamanho do tumor, fatores como idade da paciente e se esta pretende ter filhos futuramente.

As informações contidas neste texto não substituem o aconselhamento médico, portanto, compareça regularmente às consultas e obtenha uma avaliação pessoal. A avaliação médica individual irá determinar o diagnóstico correto e o melhor tratamento para seu caso.

Faça o seu agendamento aqui
WhatsApp ATENDIMENTO