Evite lesões ao voltar a praticar corrida

Junho roxo: mês de prevenção contra o ceratocone
26 de agosto de 2019
Ortopedia: saiba mais sobre as dores articulares
13 de setembro de 2019
Exibir tudo

Para muitas pessoas, correr funciona como uma válvula de escape tanto para o corpo quanto para a mente. Seja para esquecer os problemas cotidianos ou para manter os exercícios físicos em dia, a corrida é uma prática comum. Este é um esporte de alto impacto que pode causar desgaste das articulações se a musculatura não estiver suficientemente forte. Por isso, as lesões são um dos maiores receios de quem pratica corridas e podem ocorrer por vários motivos. Se você quer voltar a correr ou quer dar início a esta prática, fique atento às dicas abaixo e evite lesões.

Faça o seu agendamento aqui

O que pode provocar lesões durante a corrida?
As lesões mais comuns envolvem excesso de treinamento, prática incorreta e uso de calçados impróprios. A maioria das lesões esportivas ocorre em áreas como quadril, coxas, joelhos, pernas, tornozelos e pés.
Os joelhos também podem desenvolver tendinites devido à repetição dos movimentos realizados durante a corrida. A canelite ocorre em decorrência de pisadas erradas ou prática de corrida em solo irregular. Para evitar estas e outras lesões, siga as dicas abaixo:

1. Evite o excesso de exercícios:
Recomeçar a prática da corrida com muita intensidade e por uma distância muito longa aumenta as chances de lesões. Respeite seu corpo, controle a intensidade e a quilometragem durante a atividade. A distância semanal deve ser aumentada de 10% em 10% para garantir um ganho gradual de rendimento. Assim, é possível reduzir a incidência de dores e danos.

2. Procure o calçado correto:
Seus tênis de corrida não devem estar sem amortecimento, velhos ou desgastados demais e devem ser do modelo correto para sua pisada. Também é preciso considerar seu estilo de corrida para evitar dores nos pés, joelhos, quadris e pernas. Em média os tênis de corrida duram 800 km, sendo interessante considerar um novo sapato após este uso.

3. Escolha o terreno adequado:
De preferência, escolha terrenos que ajudem na absorção de impactos, como gramas e terra batida. Em treinos mais longos, evite correr em concreto ou asfalto.

4. Escolha a vestimenta correta:
Evite roupas pesadas, dê preferência àquelas que permitem a evaporação do suor produzido. Roupas de algodão, mais largas e de cores mais claras são as mais indicadas, pois facilitam a circulação do ar.

5. Alongue-se antes do exercício:
O alongamento antes do início do exercício pode prevenir lesões. É importante aquecer antes da corrida e relaxar após a conclusão da mesma.

6. Mantenha-se hidratado:
É importante ingerir líquidos antes, durante e após o exercício físico. Tenha à mão uma garrafinha de água ou outros líquidos para beber durante a corrida a fim de evitar a desidratação.

7. Fortaleça seus músculos:
Procure alinhar a corrida à musculação. Assim, é possível evitar lesões musculares e garantir que a corrida aconteça de modo mais seguro. O fortalecimento dos músculos confere maior resistência ao corredor e protege as articulações.

8. Quando estiver correndo, foque na corrida:
Por mais que a corrida seja um meio de aliviar a tensão, mantenha o foco durante o exercício. Estresse, ansiedade e raiva influenciam nosso corpo e podem causar falta de atenção. Lembre-se: concentre-se na respiração, nas passadas, nos movimentos, na postura e no ritmo da corrida.
Agora que você já sabe como retomar sua corrida evitando lesões, não perca tempo! Caso ainda tenha dúvidas, procure um ortopedista e saiba se esse exercício é indicado para você.

Faça o seu agendamento aqui
WhatsApp ATENDIMENTO